Universidade Federal de Santa Catarina
4ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão

Área Temática: Saúde
Título: Hospitalização Infantil:Conversando com famílias acompanhantes
Autor:

Ana Maria Farias da Sliva

E-mail:

anamaria@nfr.ufsc.br

Colaboradores:

Elisabeta Roseli Eckert, Edilza Maria Ribeiro, Ana IzabelJatobá de Souza

Laboratório:

Não possui

Centro:

Centro de Ciências da Saúde

Departamento:

Departamento de Enfermagem

Resumo: Este é um relato de experiência, de uma oficina educativa, realizadas pelas enfermeiras docentes do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) junto aos familiares acompanhantes de crianças internadas na Unidade de Internação Pediátrica do HU-UFSC. Entendemos que quando um filho é hospitalizado, grandes mudanças e reações ocorrem no âmbito familiar e toda a família é afetada, assim as reações frente ao estresse vivenciado dependem de inúmeros fatores relacionados com crenças, conceitos dessa família sobre a doença e a hospitalização. Acreditamos que o processo educativo deve ser desenvolvido através de uma abordagem interativa sensível e dialógica, onde a família acompanhante, as crianças e os profissionais tenham a oportunidade do crescimento em seu processo de viver e o desenvolvimento do cuidado em saúde tornando a hospitalização um espaço para a aprendizagem. Teve como objetivos: Identificar os aspectos positivos da hospitalização e os fatores estressantes para a família acompanhante, bem como proporcionar troca de experiências, sentimentos, oportunizando apoio mútuo e identificação com o grupo.Como metodologia utilizou-se a técnica de oficina, construída a partir da vivência das famílias. Conforme os depoimentos, percebeu-se que após alguns dias de internação dos filhos,os familiares acompanhantes sentem-se exaustos, mas sabem o quanto é importante sua presença ao lado do filho. Ainda identificam efeitos benéficos da hospitalização como a recuperação da doença, confiança nos profissionais, sentimentos de amizade e empatia. Constata-se que o diálogo entre equipe e família acompanhante é um instrumento eficaz na diminuição do estresse decorrente da hospitalização da criança.






* Vinculado ao Projeto de Extensão “Fortalecendo a Família como Unidade de Cuidado através de um Processo Educativo”.




Palavras-chave:

Hospitalização Infantil, educção em saúde, Famíla acompanhante